Reclama PB

Donos e funcionários de loja são feitos refém durante assalto no Centro de Manaus

Por Redação em 31/07/2020 às 23:22:53

Suspeito e outros dois comparsas roubaram uma grande quantidade de dinheiro da loja e tentaram fugir pelo telhado, após chegada dos policiais. Homem foi preso e mulher foi detida. Suspeito de participar de assalto foi preso por policiais militares após o crime e dinheiro foi recuperado.

Patrick Marques/G1 AM

Um homem não identificado foi preso suspeito de assaltar e manter refém donos e funcionários de uma loja de instrumentos de pesca na rua Barão de São Domingos, no Centro de Manaus, na noite desta sexta-feira (31). Segundo a polícia, o suspeito e outros dois comparsas roubaram mais de R$ 12 mil da loja e fugiram pelo telhado, após a chegada dos policiais. Dois conseguiram escapar e o dinheiro foi recuperado com o homem preso, que estava próximo ao local do crime. A tia do suspeito estava com ele em atitude suspeita e também foi detida.

De acordo com a 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a polícia foi acionada por volta de 18h40, informados que um assalto com refém acontecia na loja. Quando chegaram, viram que o estabelecimento estava com as portas fechadas.

"Nós batemos e ninguém abriu. Depois, chamamos e responderam que estava tudo bem. Suspeitamos e solicitamos apoio para cercar a área. Nós entramos na loja e encontramos os dois donos amarrados e agredidos no chão. Outros dois funcionários estavam em outra área da loja e disseram que os suspeitos fugiram pelo telhado", disse o sargento Fábio Ribeiro.

Donos da loja de instrumentos de pesca foram amarrados por suspeitos, durante crime.

Patrick Marques/G1 AM

Os policiais fizeram buscas e conseguiram prender um dos homens, com uma sacola com mais de R$ 11 mil roubados por eles da loja, em uma rua próxima, com a tia dele que também foi detida. Os outros dois homens, segundo a 24ª Cicom, conseguiram fugir.

A chegada deles no estabelecimento foi registrada em câmeras de segurança da rua e serão usadas na investigação do caso.

O suspeito preso e a tia dele foram encaminhados para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o de o caso foi registrado. Até a noite de sexta (31), os outros comparsas dele ainda não haviam sido localizados.

Fonte: G1

Botecos 83

Comentários

JA 729