Reclama PB

"Batalha de passinho" lota orla e viola regras de prevenção ao coronavírus

Guarda Municipal e Polícia Militar montaram uma força-tarefa para tentar impedir o evento

Por Redação Paraíba Atual em 31/08/2020 às 09:23:23

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Cerca de 500 pessoas lotaram a Orla de João Pessoa no sábado (29). O Busto de Tamandaré e o Largo de Tambaú foram tomados por pessoas que pouco se importavam para os riscos de disseminação do novo coronavírus.

A maioria dessas pessoas estavam na orla para participar do que chamavam de "batalha do passinho". O encontro foi marcado pelas redes sociais. No Instagram, uma página com mais de 4 mil seguidores se apresenta como organizadora do evento.

Guarda Municipal e Polícia Militar montaram uma força-tarefa para tentar impedir o evento, mas vídeos que circulam na internet mostram que a iniciativa não teve resultados eficientes. O número de participantes do evento era muito superior e as autoridades não conseguiram controlar a aglomeração.

No Instagram, a página do evento debochou da força-tarefa. "Pra quem disse que não ia rolar o Bailão do Busto", diz a legenda de um vídeo postado nesse domingo (30). As imagens mostram jovens sem máscara, aglomerados e dançando na calçadinha da orla.

O que diz a força-tarefa

No sábado, no local da aglomeração, o comandante da Guarda Municipal, Diogo Guedes, disse que o trabalho da força-tarefa vai continuar. "A força-tarefa continua. A gente não vai recuar. Estamos aqui para evitar que maiores problemas possam acontecer por conta da aglomeração", disse.

A capitã Karla Marques, da Polícia Militar, falou que o trabalho da força-tarefa é educativo. "Todos têm direito de desfrutar (da praia), desde que isso não fira os direitos da coletividade. Nosso trabalho está focado para disciplinar o uso desse espaço público, de modo que fique viável para todos aqueles que querem vir até o Largo de Tambaú".

Fonte: Portal Correio

Comunicar erro
Botecos 83

Comentários

JA 729