Reclama PB

Prefeito de Itaporanga contratou merendeiras para escolas fechadas pela pandemia

Quem denunciou irregularidades foi o ex-prefeito Audiberg Alves (Berguim)

Por Redação Paraíba Atual em 09/10/2020 às 14:47:15

Um fato inusitado surpreendeu a cidade de Itaporanga, no Sert√£o Paraibano, nos últimos dias e teve repercuss√£o extremamente negativa nos bastidores da política local.

Desta vez, o prefeito Divaldo Dantas (DEM) contratou duas merendeiras para as escolas municipais. O estranho no ato, publicado no dia 08 de setembro, é que as escolas municipais est√£o fechadas h√° quase oito meses, devido a pandemia do Coronavirus (Covid-19), e a popula√ß√£o est√° curiosa para saber onde as novas contratadas ir√£o realizar suas atividades laborais.

"É muita estranha essas contrata√ß√Ķes. Boa parte da popula√ß√£o da cidade est√° se indagando onde essas profissionais ir√£o trabalhar, j√° que as escolas municipais est√£o fechadas e n√£o servem merenda aos alunos", questionou um popular.

Ali√°s, uma suposta farra de nomea√ß√Ķes na prefeitura de Itaporanga, com supostos fins eleitoreiros, no período de campanha, j√° foi denunciada ao Ministério Público Estadual (MPPB) pelo vereador Jo√£o Guimar√£es (Solidariedade). O parlamentar pediu provid√™ncias do MPPB no que ele classificou como "o festival de contrata√ß√Ķes a que estava submetida a Prefeitura Municipal de Itaporanga no período pré-eleitoral".

De acordo com o vereador, a farra de nomea√ß√Ķes, quase 200 nos últimos meses, tem "evidente desvio de finalidade e visa exclusivamente angariar apoios políticos para a candidatura à reelei√ß√£o de Divaldo". Jo√£o Guimar√£es aguarda um desfecho da a√ß√£o no MPPB.

Recursos da Covid

Quem também denunciou irregularidades na contrata√ß√£o de servidores comissionados, por parte do prefeito, para angariar apoios políticos para as elei√ß√Ķes, foi o ex-prefeito Audiberg Alves (Berguim). Segundo ele, "o pior é que as nomea√ß√Ķes est√£o sendo feitas com os recursos destinados pelo Governo Federal para se combater o coronavírus (Covid-19)".¬ī

Berguim, como é conhecido o ex-prefeito, ressalta que Itaporanga j√° recebeu quase R$ 3,5 milh√Ķes para enfrentar a Covid-19, mas nada de concreto foi feito por Divaldo para minimizar os efeitos da doen√ßa na cidade.

"É público e notório que os recursos para se combater a Covid est√£o sendo desvirtuados. A pandemia provou um verdadeiro caos na nossa cidade, matando nossos irm√£os itaporanguenses. J√° s√£o mais de mil casos e 17 mortes, mas as a√ß√Ķes da Secretaria de Saúde se limitam à realiza√ß√£o dos testes r√°pidos e à contrata√ß√£o de pessoas, com fins eleitoreiros, os supostos fiscais da Covid, que se acumulam nos ambientes administrativos e no centro da cidade", afirmou.

"É vergonhosa essa situa√ß√£o, o povo quer saber o que o senhor prefeito est√° fazendo com tanto dinheiro. Parece piada contratar fiscais da Covid, enquanto os postos de saúde n√£o t√™m médicos, medicamentos e insumos. Nossa popula√ß√£o cobra por transpar√™ncia das a√ß√Ķes da Prefeitura na √°rea de saúde", acrescentou.

Fonte: T√° Na √Ārea

Botecos 83

Coment√°rios

JA 729