Reclama PB

"Cadeia imediatamente; estuprador não pode ser aplaudido", diz Damares sobre Robinho

Por Redação em 19/10/2020 às 21:12:06

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, pediu nesta segunda-feira, 19, que o jogador Robinho, condenado na Itália por violência sexual contra uma mulher embriagada, seja preso "imediatamente". A declaração foi dada em frente ao Palácio do Planalto quando a ministra chegava para um evento com o presidente Jair Bolsonaro sobre tratamento para a Covid-19. "Cadeia imediatamente, não tenho outra palavra para falar. Ainda cabe recurso, mas o vazamento dos áudios, gente. Querem mais o quê? Cadeia. Nenhum estuprador pode ser aplaudido. O cara quer voltar para o campo para posar como herói", disse.

A ministra ainda comentou que o Santos agiu certo ao rescindir o contrato com Robinho, que havia acertado seu retorno ao time no dia 10. O atleta foi condenado em primeira instância, mas recorreu e diz ser inocente. No estágio atual do processo, ele não pode ser preso no Brasil. Se a condenação for mantida, Brasil e Itália deverão chegar a um acordo sobre o cumprimento da pena. "O clube já reviu, e parabéns ao Santos por ter rescindido. Eu sei que ainda cabe recurso, mas acho que está muito claro. O vazamento dos áudios está muito claro, a forma como isso chegou para nós", declarou Damares.

Leia também

São Paulo vai ao STJD e pede suspensão da partida contra Atlético-MG no Brasileirão

Em boa fase, Kaio Jorge projeta jogo especial na Libertadores: 'Darei o meu melhor'

Corinthians anuncia retorno do lateral Fábio Santos até o fim de 2021

"Esse é um crime que não merece nenhuma consideração ao abusador, ao estuprador. A gente não tem que fazer concessão com esse tipo de crime. Tem que cumprir a pena que é estabelecida, ou lá ou aqui, imediatamente", completou. A ministra disse ainda que ficou com enjoo e teve vontade de vomitar ao ler a transcrição do áudio do jogador, revelada pelo site do Globo Esporte. "A sensação que aquilo me causou, enjoo, vontade de vomitar. Foi muito ruim ter lido o que eu li de um jogador do porte dele. Foi muito ruim", afirmou.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Fonte: Jovem Pan

Botecos 83

Comentários

JA 729