Ampliar Office
Anuncie Aqui

Seleção e saída de Vinícius Junior pesaram na decisão de Paquetá

Por Redação Paraíba Atual em 11/10/2018 às 09:31:52

Foto: Divulgação

A carreira na Europa é sonho de todo jovem jogador de futebol no Brasil. Com Lucas Paquetá, acertado com o Milan, não foi diferente. A ideia de deixar o Flamengo se deu em meio a convocação para a seleção brasileira - já antes da Copa do Mundo - e a ida de Vinícius Júnior para o Real Madrid.

Mesmo com mais visibilidade, o meia de 21 anos acabou fora da segunda lista de Tite, este mês, em função da possível final da Copa do Brasil, consequência do confuso calendário da CBF. O cenário pesou para Paquetá e seus representantes, que tinham como objetivo não demorar para vê-lo em uma equipe de elite mundial.

Mesmo após rechaçar algumas investidas desde o primeiro semestre, a partir de junho chegou-se a conclusão que era hora de trabalhar a ida para Europa.

Criado no Flamengo, Lucas nunca escondeu o desejo de fazer história e conquistar títulos pelo clube. No entanto, recentemente, viu seu amigo mais novo, Vinícius Júnior, ter uma passagem relâmpago pelo profissional, ser vendido pelo Real Madrid, e já ter chances na equipe principal na Liga dos Campeões, aos 18 anos.

Mais vellho, Paquetá quis fazer companhia ao seu ex-colega de clube e desfrutar de seu sonho enquanto ainda está em alta. O meia é o artilheiro do Flamengo na temporada, com onze gols, e ofusca desde o início do ano medalhões como Diego e Everton Ribeiro. A intensidade ofensiva e principalmente defensiva foram diferenciais para o meia se tornar disputado entre gigantes europeus.

Anuncie Aqui