Ampliar Office
Anuncie Aqui

Acusado de assassinar advogada é condenado a 17 anos de prisão em JP

Por Redação Paraíba Atual em 10/08/2018 às 08:28:37

Foto: Reprodução

José Itamar Montenegro foi condenado a 17 anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato de Érika Vanessa de Sousa Lira, morta no dia 24 de abril de 2014. A sentença foi lida pela juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota Brandão, na manhã desta sexta-feira (10), no Fórum Criminal de João Pessoa.

De acordo com a decisão, o condenado poderá recorrer em liberdade.

O julgamento foi iniciado às 14h dessa quinta (9). Uma caravana com parentes, ativistas e representantes de instituições em defesa da mulher saiu  de Cajazeiras (cidade natal da advogada) em direção à capital.

Ao sair do julgamento, em poucas palavras, a mãe da vítima relatou: "Não traz minha filha de volta, mas me deixa bem aliviada".

O crime

Antes de ter morte confirmada, a advogada ficou internada na UTI do Hospital de Emergência e Trauma, em estado grave, por 11 dias. Érika foi atingida por um disparo no rosto. Ela estava no apartamento que morava, localizado no bairro do Bessa, na capital.

Segundo o laudo do Instituto de Polícia Científica (IPC), o tiro que atingiu a advogada não foi acidental. Os indícios apontam que o suspeito atirou na ex-companheira após uma discussão.


Fonte: T5

Tags:   advogadamorta
Anuncie Aqui